fbpx
Wikipedia

Medicina

Nota: Para a comuna italiana, veja Medicina (Bolonha).
Esta página cita fontes, mas estas não cobrem todo o conteúdo. Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: (, e ) (Outubro de 2019)

A medicina é uma das muitas áreas do conhecimento ligada à manutenção e restauração da saúde. Ela trabalha, num sentido amplo, com a prevenção e cura das doenças humanas e animais num contexto médico.

O bastão de Esculápio (ou de Asclépio) é considerado o símbolo da medicina.

Ações de saúde pública e ambiental, incluindo a saúde animal, promoção, prevenção, controle, erradicação e tratamento das doenças, traumatismos ou qualquer outro agravo à integridade e bem-estar animais, além do controlo de sanidade dos produtos e subprodutos de origem animal para o consumo humano e animal compreendem a área da medicina da responsabilidade do profissional de saúde médico veterinário.

Em Portugal, a saúde oral, higiene, integridade dentária, a sua limpeza e profilaxia compreendem a área da medicina da responsabilidade do Médico Dentista, que é um profissional da saúde capacitado na área de odontologia, e apesar de ter um âmbito de acção semelhante, não deve ser confundido com o Médico estomatologista. Porém no Brasil, à medicina dentária ou odontologia e medicina são profissões distintas, porém muito semelhantes, pois ambas possuem prerrogativa médica de atuação clínica e cirúrgica.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, saúde não é apenas a ausência de doença. Consiste no bem-estar físico, mental, psicológico e social do indivíduo. É um estado cumulativo, que deve ser promovido durante toda a vida, de maneira a assegurar-se de que seus benefícios sejam integralmente desfrutados em dias posteriores. Nesse contexto, diretrizes de organizações supra-nacionais compostas por eminentes intelectuais do globo relacionados à área de saúde estabeleceram um novo paradigma de abordagem em medicina. O santo patrono da medicina é São Lucas.

Índice

Medicina, derivada do latim ars medicina, significa a arte da cura.

O conceito de Medicina tradicional refere-se a práticas, abordagens e conhecimentos, incorporando conceitos materiais e mentais, técnicas manuais e exercícios, aplicados individualmente ou combinados, a indivíduos ou a colectividades, de maneira a tratar, diagnosticar e prevenir doenças, ou visando a manter o bem-estar.

Ver artigo principal: História da medicina
Médico tratando um paciente. Museu do Louvre, Paris, França.

Existem duas versões da origem da medicina. Segundo os países xiitas, a medicina surgiu no Império Aquemênida e segundo a tradição ocidental, Hipócrates é considerado o pai da medicina. Considera-se que viveu entre 460 a 377 a.C. e deixou um legado ético e moral válido até hoje. Precursor do pensamento científico, procurava detalhes nas doenças de seus pacientes para chegar a um diagnóstico, utilizando explicações sobrenaturais, devido à limitação do conhecimento da época. Ainda antes da era cristã, Asclepíades de Bitínia tentou conciliar o atomismo de Leucipo e Demócrito com a prática médica. No primeiro século de era cristã, Cláudio Galeno, outro médico grego, deu contribuições substanciais (baseado em dissecções de animais) para o desenvolvimento da medicina.

Na Idade Média os religiosos assumiram o controle da arte de curar através de medicamentos e deixaram para os barbeiros-cirurgiões, que já lidavam com a navalha, a realização de sangrias, supostamente eficazes na cura de doenças, e também de amputações nos campos de batalha, em uma época em que não havia anestesia.

Em 1865, Louis Pasteur teorizou que as infecções eram causadas por seres vivos. Foi ele o inventor do processo de pasteurização, muito utilizado no leite. Lister, em 1865, aplicou pela primeira vez uma solução anti-séptica em um paciente com fraturas complexas, com efeito profilático na infecção. Iniciou-se uma nova era. Em 1928 Alexander Fleming descobriu a penicilina ao observar que as colônias de bactérias não cresciam próximo ao mofo de algumas placas de cultura. Surge uma nova era: a dos antibióticos, que permitiu aos médicos curar infecções consideradas mortais. A evolução desde então não parou. A eterna luta do homem contra a morte entrou em uma nova etapa, cada vez mais moderna.

História da medicina no Brasil

O médico pernambucano Correia Picanço é considerado o "Patriarca da Medicina Brasileira".
Carta de exame para exercer a arte da cirurgia no Brasil, 1820. Arquivo Nacional.
Tese médica de Tibúrcio Antônio da Paixão de 1881.

Até o século XIX floresciam curandeiros, alguns charlatães, feiticeiros. O primeiro médico prático do Rio de Janeiro foi Aleixo Manuel, o velho, em meados do século XVII. Os caboclos empregavam a medicina dos pajés e os negros, seus amuletos e ervas. Os cirurgiões-barbeiros eram os responsáveis pela prática de prescrição de drogas, sangrias e atendimento aos partos difíceis. Não havia faculdade de medicina e os cariocas que desejavam fazer o curso eram obrigados a ir estudar em Coimbra. A medicina do tempo do Primeiro Reinado, embora D. João VI tivesse trazido alguns bons médicos para o Rio de Janeiro, era do "tipo caseiro": rodelinhas de limão nas frontes para enxaquecas, suadouros de sabugueiro e quina, para as febres: cataplasmas contra as asmas: antipirina para as dores de cabeça; banhos de malva para as dores nas cadeiras; um "cordial" contra a insônia e, para os loucos, o Hospício, na Praia Vermelha.

O Rio de Janeiro foi sempre no tempo colonial um verdadeiro "campo experimental" para remédios, tal sua quantidade. Além de serem imitados os de Portugal, havia especialidades indígenas ou africanas. Na Farmacopeia de Vigier, de 1766, são anotados: para a sífilis, carne de víbora em pó; para a tuberculose pulmonar ou "chaga de bofe", açúcar rosado com leite de jumenta ou cabra; para a verminose, raspas de chifre de veado; para a calvície, pomada de gordura humana retirada dos enforcados; nas anginas, pescoço de galo torrado e pulverizado; para panarícios, pasta de minhocas; havia chás feitos com excrementos de gatos e cães, percevejos, urina, carne e pele de sapos e lagartixas. Uma emulsão conhecida como ´da castidade´ era dada a padres e freiras como antiafrodisíaco: levava água de alface, rosas e sementes de papoulas.

Após abrir os portos do Brasil às nações amigas de Portugal, D. João VI assinou em 18 de fevereiro de 1808, por influência do Cirurgião–mor do Reino José Correia Picanço, o documento que mandou criar a Escola de Cirurgia da Bahia e deu início ao ensino da medicina no país. A Faculdade de Medicina da UFRJ foi criada meses depois, por Carta Régia assinada em 5 de novembro de 1808, com o nome de Escola de Anatomia, Medicina e Cirurgia e instalada no Hospital Militar do Morro do Castelo.

Em 30 de junho de 1929 é fundada no Rio de Janeiro a Academia Nacional de Medicina por Joaquim Cândido Soares de Meireles, seu primeiro presidente. Antes da instituição ser chamada de Academia Nacional de Medicina, havia tido dois outros nomes. Há cem membros titulares que ingressam na instituição mediante apresentação de teses científicas. Numa de suas dependências, um pequeno museu mostra, por exemplo, o primeiro estetoscópio chegado ao Brasil.

A interiorização do ensino da medicina começou somente em 1950 quando foi fundada a primeira faculdade de medicina do interior do Brasil, a Faculdade de Medicina de Sorocaba da PUC-SP.

Em 13 de junho de 1954 o diretor do Instituto Brasileiro de História da Medicina plantou no Jardim Botânico do Rio uma muda vinda da árvore de Hipócrates, multimilenar, que ainda existe na ilha de Cós, na Grécia.

Brasil

No Brasil o curso de medicina é oferecido em forma de graduação (6 anos) sendo o ensino médio o único pré-requisito para o ingresso no curso.

Portugal

Em Portugal o curso de medicina é oferecido a nível de pós-graduação strictu sensu, sendo necessário como pré-requisito, antes o indivíduo ter se graduado em alguma licenciatura (3 a 4 anos) em áreas que envolvem a saúde como biologia, enfermagem, farmácia, entre outras e após se ingressar no mestrado em medicina (3 anos) ou fazer o mestrado integrado em medicina que permite o ingresso em uma licenciatura (3 anos) que vai envolver matérias básicas de biologia geral e saúde e após isso, o mestrado (3 anos) em si que é o curso capacitador.

Estados Unidos e Canadá

Nos Estados Unidos e Canadá, assim como em Portugal o curso de medicina também é uma pós-graduação strictu sensu, sendo que antes do indivíduo se ingressar na pós-graduação em medicina (MD) ou medicina osteopática (DO), deve ter feito graduações que envolvam conteúdos das áreas de ciências que na maioria das vezes são graduados em biologia, química, física, entre outros desde que contenham o mínimo de matérias biológicas equivalentes exigidas.

O tempo médio de formação em medicina no Brasil é de 6 anos. Após formar-se médico, pode-se fazer especialização ou uma residência médica que irá depender da especialidade e sub-especialidade que optar. Para entrar em um programa de residência médica, o médico deve ser aprovado e classificado em concurso de âmbito internacional e, devido ao grande número de médicos que se formam a cada ano, vem aumentando o número de profissionais que conseguem ser aprovados neste concurso. Estes médicos acabam optando por fazer especialização em curso normal de pós-graduação, que muitas vezes não apresentam o mesmo nível de qualidade exigido para um programa de Residência.

A Medicina tem dois aspectos: é uma área de conhecimento (isto é, uma ciência) e é uma área de aplicação desse conhecimento (as profissões médicas). Na medicina, podemos destacar a Odontologia, que tanto no Brasil como em Portugal já constitui um curso médico e cirúrgico independente.

A medicina ajuda a manter e restaurar a saúde das pessoas.

A Medicina baseada em evidências é uma tentativa de ligar esses dois aspectos (ciência e prática) através do uso do método científico, buscando através de técnicas e pesquisas científicas o melhor tratamento para um determinado paciente.

Às vezes, pode ser difícil distinguir entre ciência médica e profissão em medicina. Os vários ramos especializados da medicina são estudados por ciências básicas especializadas e por correspondentes profissões médicas, igualmente especializadas, que lidam com órgãos, sistemas orgânicos e suas doenças. As ciências básicas da medicina frequentemente são as mesmas de outras áreas como a biologia, a física e a química.

Existem várias áreas ligadas à ciência da saúde ou ciência médica: medicina dentária ou odontologia, serviço social, psicologia, enfermagem (o cuidado com o paciente doente), farmácia, biologia, biomedicina, fonoaudiologia, educação física, fisioterapia, terapia ocupacional, nutrição, protética e bioengenharia.

Podem-se incluir também diversas profissões auxiliares (de nível médio) no Brasil entre estas se destacam os Agentes Comunitários de Saúde, função equivalente aos Médicos de pés descalços na China, os Agentes de Controle de Endemias ou Zoonoses; Os Auxiliares de Saneamento e Inspetores Sanitários; Os Auxiliares de Laboratório (bioquímica), Auxiliares de enfermagem, Auxiliares de Nutrição e Odontologia ou Técnicos de Higiene Dental. Em algumas regiões ainda se encontram parteiras capacitadas e supervisionadas por centros de obstetrícia. Especialistas de Saúde Pública têm enfatizado a importância dessas profissões especialmente por sua capacidade de resolver os agravos mais frequentes da população e principalmente por realizar serviços de prevenção (medicina preventiva) e promoção da saúde no modelo de atenção à saúde da família.

O médico, quando nos últimos anos da faculdade de medicina, realiza internato hospitalar em diversas áreas como clínica médica, cirurgia geral, pediatria e ginecologia e obstetrícia. Em algumas faculdades brasileiras já foi introduzido também o internato obrigatório em saúde coletiva, com estágios em medicina preventiva e social e medicina de família e comunidade.

No Brasil há 342 escolas médicas, com 35 388 vagas oferecidas (dados de outubro de 2020). O estado de São Paulo é o que mais possui faculdades (67 no total), seguido de Minas Gerais com 48 escolas. Há uma oferta desproporcional das vagas no país: o estado do Tocantins oferece uma vaga para 3 376 habitantes. No Amapá, o estado com menos vagas, a proporção é de uma vaga para 12 515 habitantes.

A Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais é a que mais forma médicos, com 342 vagas anuais (dados de outubro de 2020). As faculdades com menor número de vagas são da Universidade de Pernambuco (campus de Serra Talhada) e a Faculdade Metropolitana São Carlos, em Itabapoana, no estado do Rio de Janeiro, ambas com 20 vagas/ano.

Segundo dados de maio de 2021, a mensalidade mais cara é da Faculdade São Leopoldo, em Campinas e Araras, estado de São Paulo: R$ 12,850,00 com o conceito Enade 3. A mais barata é da Faculdade UnirG, em Gurupi, estado do Tocantins: R$ 3,754,81 com o conceito Enade 2.

A desigualdade na distribuição de médicos no Brasil acompanha outros abismos sociais existentes no país. Apesar de haver um médico para cada 549 brasileiros — índice superior ao recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), de um para cada mil pessoas —, sete em cada 10 profissionais habilitados para atuar no país trabalham nas regiões Sul e Sudeste. Com isso, enquanto no Rio de Janeiro há um profissional para cada 289 habitantes, no outro extremo, os maranhenses dispõem de um médico para cada 1 848 pessoas. Os dados são de um novo balanço do Conselho Federal de Medicina (CFM).

Há cerca de 347 mil médicos espalhados por todo o Brasil. Não fosse a disparidade na repartição desses profissionais, poderia ser dito que a situação brasileira é melhor que a de países como o Japão (com um médico para cada 952 habitantes), Reino Unido (um para 869 pessoas) e Argentina (um para 740). A média recomendada pela OMS visa garantir que a população tenha assistência médica, assim como os profissionais tenham um número satisfatório de pacientes. No ranking brasileiro, o Paraná ocupa o 7.° lugar, com um profissional para cada grupo de 586 habitantes.

Em estados do Norte e do Nordeste, as capitais reúnem quase 90% dos profissionais. Segundo o Sistema Integrado de Entidades Médicas, em março do ano passado havia 575 médicos habilitados no Acre. Destes, 427 (74%) trabalhavam na capital, contabilizando um médico para cada 716 habitantes. Os outros 21 municípios dividiam 119 profissionais, cada um deles responsável por 3 236 habitantes. No interior de Roraima, a proporção passa de um médico para 10 mil pessoas.

Em 2016, Portugal tem 49 152 médicos inscritos na Ordem e 29 642 a trabalhar para os serviços públicos. Portugal já teve 191 médicos por 100 mil habitantes, em 1980. Em 2014 tem 442.

Em 2017, o concelho de Leiria possui 3,5 médicos por mil habitantes, o pior rácio entre as 18 capitais de distrito, que está abaixo da média nacional (4,3). No pólo oposto, surge o município de Coimbra que regista um rácio de 31,6 médicos por cada mil moradores.

Em 2019 estão inscritos na Ordem dos Médicos 54 500 profissionais (incluí os reformados e os que estão a exercer fora do país).

No Brasil, para ser um especialista, o médico deve realizar uma residência médica e prestar um concurso junto a associação médica da especialidade, que é reconhecido pela Associação Médica Brasileira e homologado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), sem o qual ele é apenas médico, sem especialidade. Até para ser considerado Clínico, o médico deve fazer Residência em Clínica Médica, com duração mínima de 2 anos.
A medicina tem muitas especializações possíveis, algumas subespecializações e as denominadas "áreas de atuação".
No Brasil elas são regulamentadas em Resolução expedida pelo Conselho Federal de Medicina (CFM). (Veja a Anexo:Lista de especialidades médicas).

Algumas disciplinas ministradas durante o curso de medicina:

Especialização

  • Pediatria é a especialidade médica dedicada à assistência à criança e ao adolescente, nos seus diversos aspectos, sejam eles preventivos ou curativos;
  • Urologia é uma especialidade cirúrgica da medicina que trata do trato urinário de homens e mulheres e do sistema reprodutor dos homens.

Especialidades diagnósticas e de imagem

  • Anatomia Patológica: É uma especialidade médica responsável pela realização de diagnósticos de várias doenças, inclusive do câncer, por meio de estudo ao microscópio de amostras de células ou tecidos. Os médicos patologistas são os profissionais responsáveis pelos diagnósticos, gerando laudos que orientam tratamentos, estabelecem prognósticos, garantem a qualidade do atendimento médico e são indispensáveis às campanhas e ações preventivas. No Laboratório de Patologia ou de Anatomia Patológica todos os procedimentos são realizados por médicos patologistas e seus auxiliares. Estes profissionais detêm conhecimento altamente especializado para o diagnóstico de doenças, incluindo o câncer, a partir de estudo de materiais obtidos por aspirações, esfregaços, biópsias e cirurgias. Em cada exame o médico patologista seleciona, de forma individual, as amostras para estudo microscópico, não havendo a possibilidade de automatização por máquinas. Exames anatomopatológicos (biópsias, peças cirúrgicas), Exames imuno-histoquímicos e Exames citopatológicos (preventivos, punções, líquidos orgânicos) são procedimentos médicos e devem ser rigorosamente analisados por médicos patologistas ou por médicos citopatologistas, para que sejam executados de forma confiável;
  • Bioestatística é a aplicação de estatística ao campo biológico e médico. Ela é essencial ao planejamento, avaliação e interpretação de todos os dados obtidos em pesquisa na área biológica e médica. É fundamental à epidemiologia e à Medicina baseada em evidências;
  • Bioquímica é o estudo das reações químicas que acontecem dentro dos organismos vivos e, levando em conta a estrutura e a função dos componentes celulares e da célula como um todo;
  • Física médica - utiliza de conhecimentos da Física para chegar a diagnósticos, bem como auxilia no desenvolvimento de novos equipamentos;
  • Histologia é estudo de como as células e o material intercelular se unem para formar os tecidos, como o ósseo, o muscular, o conjuntivo etc;
  • Imunologia é o estudo das células e moléculas que compõem o sistema imunitário e de seu funcionamento na defesa do organismo contra agentes infecciosos e células cancerígenas;
  • Informática médica é o campo de estudo relacionado à vasta gama de recursos que podem ser aplicados na gestão e utilização da informação biomédica, incluindo a computação médica e o próprio estudo da natureza da informação médica;
  • Microbiologia é o estudo dos micro-organismos (protozoários, bactérias, fungos e vírus);
  • Toxicologia é o estudo dos efeitos das toxinas e venenos vegetais, animais e minerais;
  • Ultrassonografia - Estudo do corpo humano através do ultra-som, que forma sombras e ecos nas estruturas do corpo humano.

Referências

  1. (PDF). Men Ageing And Health: Achieving health across the life span. Organização Mundial da Saúde. 2001. Consultado em 29 de junho de 2016
  2. (em português). Consultado em 8 de agosto de 2010 !CS1 manut: Língua não reconhecida (link)
  3. . World Health Organization. Arquivado do em 25 de janeiro de 2012
  4. C., Elgood. A medical history of Persia. [S.l.]: Cambridge Univ. Press. 173 páginas
  5. Carlos Fiolhais (junho de 2014). . Revista Portuguesa de Cirurgia
  6. . Consultado em 2 de abril de 2010. Arquivado do em 9 de outubro de 2010
  7. . Universidade Federal da Bahia
  8. . Universidade Federal do Rio Janeiro
  9. . EscolasMedicas. Consultado em 5 de julho de 2010. Arquivado do em 14 de abril de 2010
  10. . Consultado em 19 de fevereiro de 2018
  11. . Consultado em 19 de fevereiro de 2018
  12. . Consultado em 19 de fevereiro de 2018
  13. . Consultado em 19 de fevereiro de 2018
  14. . www.escolasmedicas.com.br. Consultado em 13 de outubro de 2020
  15. Escolas Médicas do Brasil (outubro de 2020).
  16. Melhores Escolas Médicas (maio de 2021). . Melhores Escolas Médicas. Consultado em 2 de agosto de 2021
  17. . EscolasMedicas
  18. . Visão
Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Definições no Wikcionário
Citações no Wikiquote
Categoria no Commons
Categoria no Wikinotícias
Cursos na Wikiversidade

Medicina
medicina, ciência, busca, prevenção, cura, enfermidades, língua, vigiar, editar, nota, para, comuna, italiana, veja, bolonha, esta, página, cita, fontes, estas, não, cobrem, todo, conteúdo, ajude, inserir, referências, conteúdo, não, verificável, poderá, remov. Medicina ciencia que busca a prevencao e cura de enfermidades Lingua Vigiar Editar Nota Para a comuna italiana veja Medicina Bolonha Esta pagina cita fontes mas estas nao cobrem todo o conteudo Ajude a inserir referencias Conteudo nao verificavel podera ser removido Encontre fontes Google noticias livros e academico Outubro de 2019 A medicina e uma das muitas areas do conhecimento ligada a manutencao e restauracao da saude Ela trabalha num sentido amplo com a prevencao e cura das doencas humanas e animais num contexto medico O bastao de Esculapio ou de Asclepio e considerado o simbolo da medicina Acoes de saude publica e ambiental incluindo a saude animal promocao prevencao controle erradicacao e tratamento das doencas traumatismos ou qualquer outro agravo a integridade e bem estar animais alem do controlo de sanidade dos produtos e subprodutos de origem animal para o consumo humano e animal compreendem a area da medicina da responsabilidade do profissional de saude medico veterinario Em Portugal a saude oral higiene integridade dentaria a sua limpeza e profilaxia compreendem a area da medicina da responsabilidade do Medico Dentista que e um profissional da saude capacitado na area de odontologia e apesar de ter um ambito de accao semelhante nao deve ser confundido com o Medico estomatologista Porem no Brasil a medicina dentaria ou odontologia e medicina sao profissoes distintas porem muito semelhantes pois ambas possuem prerrogativa medica de atuacao clinica e cirurgica Segundo a Organizacao Mundial da Saude saude nao e apenas a ausencia de doenca Consiste no bem estar fisico mental psicologico e social do individuo E um estado cumulativo que deve ser promovido durante toda a vida de maneira a assegurar se de que seus beneficios sejam integralmente desfrutados em dias posteriores 1 Nesse contexto diretrizes de organizacoes supra nacionais compostas por eminentes intelectuais do globo relacionados a area de saude estabeleceram um novo paradigma de abordagem em medicina O santo patrono da medicina e Sao Lucas 2 Indice 1 Conceito de medicina 2 Historia da medicina 2 1 Historia da medicina no Brasil 3 Medicina em diferentes paises 3 1 Brasil 3 2 Portugal 3 3 Estados Unidos e Canada 4 Ciencias medicas e profissoes medicas no Brasil 5 Faculdades de medicina no Brasil 6 Distribuicao de medicos no Brasil 7 Distribuicao de medicos em Portugal 8 Especialidades medicas 8 1 Especializacao 8 2 Especialidades diagnosticas e de imagem 9 Ver tambem 10 Referencias 11 Ligacoes externasConceito de medicina EditarMedicina derivada do latim ars medicina significa a arte da cura O conceito de Medicina tradicional refere se a praticas abordagens e conhecimentos incorporando conceitos materiais e mentais tecnicas manuais e exercicios aplicados individualmente ou combinados a individuos ou a colectividades de maneira a tratar diagnosticar e prevenir doencas ou visando a manter o bem estar 3 Historia da medicina Editar Ver artigo principal Historia da medicina Medico tratando um paciente Museu do Louvre Paris Franca Existem duas versoes da origem da medicina Segundo os paises xiitas a medicina surgiu no Imperio Aquemenida 4 e segundo a tradicao ocidental Hipocrates e considerado o pai da medicina Considera se que viveu entre 460 a 377 a C e deixou um legado etico e moral valido ate hoje Precursor do pensamento cientifico procurava detalhes nas doencas de seus pacientes para chegar a um diagnostico utilizando explicacoes sobrenaturais devido a limitacao do conhecimento da epoca Ainda antes da era crista Asclepiades de Bitinia tentou conciliar o atomismo de Leucipo e Democrito com a pratica medica No primeiro seculo de era crista Claudio Galeno outro medico grego deu contribuicoes substanciais baseado em disseccoes de animais para o desenvolvimento da medicina Na Idade Media os religiosos assumiram o controle da arte de curar atraves de medicamentos e deixaram para os barbeiros cirurgioes que ja lidavam com a navalha a realizacao de sangrias supostamente eficazes na cura de doencas e tambem de amputacoes nos campos de batalha em uma epoca em que nao havia anestesia 5 Em 1865 Louis Pasteur teorizou que as infeccoes eram causadas por seres vivos Foi ele o inventor do processo de pasteurizacao muito utilizado no leite Lister em 1865 aplicou pela primeira vez uma solucao anti septica em um paciente com fraturas complexas com efeito profilatico na infeccao Iniciou se uma nova era Em 1928 Alexander Fleming descobriu a penicilina ao observar que as colonias de bacterias nao cresciam proximo ao mofo de algumas placas de cultura Surge uma nova era a dos antibioticos que permitiu aos medicos curar infeccoes consideradas mortais A evolucao desde entao nao parou A eterna luta do homem contra a morte entrou em uma nova etapa cada vez mais moderna Historia da medicina no Brasil Editar O medico pernambucano Correia Picanco e considerado o Patriarca da Medicina Brasileira 6 Carta de exame para exercer a arte da cirurgia no Brasil 1820 Arquivo Nacional Tese medica de Tiburcio Antonio da Paixao de 1881 Ate o seculo XIX floresciam curandeiros alguns charlataes feiticeiros O primeiro medico pratico do Rio de Janeiro foi Aleixo Manuel o velho em meados do seculo XVII Os caboclos empregavam a medicina dos pajes e os negros seus amuletos e ervas Os cirurgioes barbeiros eram os responsaveis pela pratica de prescricao de drogas sangrias e atendimento aos partos dificeis Nao havia faculdade de medicina e os cariocas que desejavam fazer o curso eram obrigados a ir estudar em Coimbra A medicina do tempo do Primeiro Reinado embora D Joao VI tivesse trazido alguns bons medicos para o Rio de Janeiro era do tipo caseiro rodelinhas de limao nas frontes para enxaquecas suadouros de sabugueiro e quina para as febres cataplasmas contra as asmas antipirina para as dores de cabeca banhos de malva para as dores nas cadeiras um cordial contra a insonia e para os loucos o Hospicio na Praia Vermelha O Rio de Janeiro foi sempre no tempo colonial um verdadeiro campo experimental para remedios tal sua quantidade Alem de serem imitados os de Portugal havia especialidades indigenas ou africanas Na Farmacopeia de Vigier de 1766 sao anotados para a sifilis carne de vibora em po para a tuberculose pulmonar ou chaga de bofe acucar rosado com leite de jumenta ou cabra para a verminose raspas de chifre de veado para a calvicie pomada de gordura humana retirada dos enforcados nas anginas pescoco de galo torrado e pulverizado para panaricios pasta de minhocas havia chas feitos com excrementos de gatos e caes percevejos urina carne e pele de sapos e lagartixas Uma emulsao conhecida como da castidade era dada a padres e freiras como antiafrodisiaco levava agua de alface rosas e sementes de papoulas Apos abrir os portos do Brasil as nacoes amigas de Portugal D Joao VI assinou em 18 de fevereiro de 1808 por influencia do Cirurgiao mor do Reino Jose Correia Picanco o documento que mandou criar a Escola de Cirurgia da Bahia e deu inicio ao ensino da medicina no pais 7 A Faculdade de Medicina da UFRJ foi criada meses depois por Carta Regia assinada em 5 de novembro de 1808 com o nome de Escola de Anatomia Medicina e Cirurgia e instalada no Hospital Militar do Morro do Castelo 8 Em 30 de junho de 1929 e fundada no Rio de Janeiro a Academia Nacional de Medicina por Joaquim Candido Soares de Meireles seu primeiro presidente Antes da instituicao ser chamada de Academia Nacional de Medicina havia tido dois outros nomes 9 10 Ha cem membros titulares que ingressam na instituicao mediante apresentacao de teses cientificas Numa de suas dependencias um pequeno museu mostra por exemplo o primeiro estetoscopio chegado ao Brasil A interiorizacao do ensino da medicina comecou somente em 1950 quando foi fundada a primeira faculdade de medicina do interior do Brasil a Faculdade de Medicina de Sorocaba da PUC SP 11 Em 13 de junho de 1954 o diretor do Instituto Brasileiro de Historia da Medicina plantou no Jardim Botanico do Rio uma muda vinda da arvore de Hipocrates multimilenar que ainda existe na ilha de Cos na Grecia Medicina em diferentes paises EditarBrasil Editar No Brasil o curso de medicina e oferecido em forma de graduacao 6 anos sendo o ensino medio o unico pre requisito para o ingresso no curso 12 Portugal Editar Em Portugal o curso de medicina e oferecido a nivel de pos graduacao strictu sensu sendo necessario como pre requisito antes o individuo ter se graduado em alguma licenciatura 3 a 4 anos em areas que envolvem a saude como biologia enfermagem farmacia entre outras e apos se ingressar no mestrado em medicina 3 anos ou fazer o mestrado integrado em medicina que permite o ingresso em uma licenciatura 3 anos que vai envolver materias basicas de biologia geral e saude e apos isso o mestrado 3 anos em si que e o curso capacitador 13 14 Estados Unidos e Canada Editar Nos Estados Unidos e Canada assim como em Portugal o curso de medicina tambem e uma pos graduacao strictu sensu sendo que antes do individuo se ingressar na pos graduacao em medicina MD ou medicina osteopatica DO deve ter feito graduacoes que envolvam conteudos das areas de ciencias que na maioria das vezes sao graduados em biologia quimica fisica entre outros desde que contenham o minimo de materias biologicas equivalentes exigidas 15 Ciencias medicas e profissoes medicas no Brasil EditarO tempo medio de formacao em medicina no Brasil e de 6 anos Apos formar se medico pode se fazer especializacao ou uma residencia medica que ira depender da especialidade e sub especialidade que optar Para entrar em um programa de residencia medica o medico deve ser aprovado e classificado em concurso de ambito internacional e devido ao grande numero de medicos que se formam a cada ano vem aumentando o numero de profissionais que conseguem ser aprovados neste concurso Estes medicos acabam optando por fazer especializacao em curso normal de pos graduacao que muitas vezes nao apresentam o mesmo nivel de qualidade exigido para um programa de Residencia A Medicina tem dois aspectos e uma area de conhecimento isto e uma ciencia e e uma area de aplicacao desse conhecimento as profissoes medicas Na medicina podemos destacar a Odontologia que tanto no Brasil como em Portugal ja constitui um curso medico e cirurgico independente A medicina ajuda a manter e restaurar a saude das pessoas A Medicina baseada em evidencias e uma tentativa de ligar esses dois aspectos ciencia e pratica atraves do uso do metodo cientifico buscando atraves de tecnicas e pesquisas cientificas o melhor tratamento para um determinado paciente As vezes pode ser dificil distinguir entre ciencia medica e profissao em medicina Os varios ramos especializados da medicina sao estudados por ciencias basicas especializadas e por correspondentes profissoes medicas igualmente especializadas que lidam com orgaos sistemas organicos e suas doencas As ciencias basicas da medicina frequentemente sao as mesmas de outras areas como a biologia a fisica e a quimica Existem varias areas ligadas a ciencia da saude ou ciencia medica medicina dentaria ou odontologia servico social psicologia enfermagem o cuidado com o paciente doente farmacia biologia biomedicina fonoaudiologia educacao fisica fisioterapia terapia ocupacional nutricao protetica e bioengenharia Podem se incluir tambem diversas profissoes auxiliares de nivel medio no Brasil entre estas se destacam os Agentes Comunitarios de Saude funcao equivalente aos Medicos de pes descalcos na China os Agentes de Controle de Endemias ou Zoonoses Os Auxiliares de Saneamento e Inspetores Sanitarios Os Auxiliares de Laboratorio bioquimica Auxiliares de enfermagem Auxiliares de Nutricao e Odontologia ou Tecnicos de Higiene Dental Em algumas regioes ainda se encontram parteiras capacitadas e supervisionadas por centros de obstetricia Especialistas de Saude Publica tem enfatizado a importancia dessas profissoes especialmente por sua capacidade de resolver os agravos mais frequentes da populacao e principalmente por realizar servicos de prevencao medicina preventiva e promocao da saude no modelo de atencao a saude da familia O medico quando nos ultimos anos da faculdade de medicina realiza internato hospitalar em diversas areas como clinica medica cirurgia geral pediatria e ginecologia e obstetricia Em algumas faculdades brasileiras ja foi introduzido tambem o internato obrigatorio em saude coletiva com estagios em medicina preventiva e social e medicina de familia e comunidade Faculdades de medicina no Brasil EditarNo Brasil ha 342 escolas medicas com 35 388 vagas oferecidas dados de outubro de 2020 O estado de Sao Paulo e o que mais possui faculdades 67 no total seguido de Minas Gerais com 48 escolas Ha uma oferta desproporcional das vagas no pais o estado do Tocantins oferece uma vaga para 3 376 habitantes No Amapa o estado com menos vagas a proporcao e de uma vaga para 12 515 habitantes 16 A Faculdade de Ciencias Medicas de Minas Gerais e a que mais forma medicos com 342 vagas anuais dados de outubro de 2020 As faculdades com menor numero de vagas sao da Universidade de Pernambuco campus de Serra Talhada e a Faculdade Metropolitana Sao Carlos em Itabapoana no estado do Rio de Janeiro ambas com 20 vagas ano 17 Segundo dados de maio de 2021 a mensalidade mais cara e da Faculdade Sao Leopoldo em Campinas e Araras estado de Sao Paulo R 12 850 00 com o conceito Enade 3 A mais barata e da Faculdade UnirG em Gurupi estado do Tocantins R 3 754 81 com o conceito Enade 2 18 Distribuicao de medicos no Brasil EditarVer tambem Lista de unidades federativas do Brasil por numero de medicos para cada grupo de mil habitantes A desigualdade na distribuicao de medicos no Brasil acompanha outros abismos sociais existentes no pais Apesar de haver um medico para cada 549 brasileiros indice superior ao recomendado pela Organizacao Mundial de Saude OMS de um para cada mil pessoas sete em cada 10 profissionais habilitados para atuar no pais trabalham nas regioes Sul e Sudeste Com isso enquanto no Rio de Janeiro ha um profissional para cada 289 habitantes no outro extremo os maranhenses dispoem de um medico para cada 1 848 pessoas Os dados sao de um novo balanco do Conselho Federal de Medicina CFM Ha cerca de 347 mil medicos espalhados por todo o Brasil Nao fosse a disparidade na reparticao desses profissionais poderia ser dito que a situacao brasileira e melhor que a de paises como o Japao com um medico para cada 952 habitantes Reino Unido um para 869 pessoas e Argentina um para 740 A media recomendada pela OMS visa garantir que a populacao tenha assistencia medica assim como os profissionais tenham um numero satisfatorio de pacientes No ranking brasileiro o Parana ocupa o 7 lugar com um profissional para cada grupo de 586 habitantes Em estados do Norte e do Nordeste as capitais reunem quase 90 dos profissionais Segundo o Sistema Integrado de Entidades Medicas em marco do ano passado havia 575 medicos habilitados no Acre Destes 427 74 trabalhavam na capital contabilizando um medico para cada 716 habitantes Os outros 21 municipios dividiam 119 profissionais cada um deles responsavel por 3 236 habitantes No interior de Roraima a proporcao passa de um medico para 10 mil pessoas 19 Distribuicao de medicos em Portugal EditarEm 2016 Portugal tem 49 152 medicos inscritos na Ordem e 29 642 a trabalhar para os servicos publicos Portugal ja teve 191 medicos por 100 mil habitantes em 1980 Em 2014 tem 442 20 Em 2017 o concelho de Leiria possui 3 5 medicos por mil habitantes o pior racio entre as 18 capitais de distrito que esta abaixo da media nacional 4 3 No polo oposto surge o municipio de Coimbra que regista um racio de 31 6 medicos por cada mil moradores 21 Em 2019 estao inscritos na Ordem dos Medicos 54 500 profissionais inclui os reformados e os que estao a exercer fora do pais Especialidades medicas EditarVer tambem Lista de especialidades medicas No Brasil para ser um especialista o medico deve realizar uma residencia medica e prestar um concurso junto a associacao medica da especialidade que e reconhecido pela Associacao Medica Brasileira e homologado pelo Conselho Federal de Medicina CFM sem o qual ele e apenas medico sem especialidade Ate para ser considerado Clinico o medico deve fazer Residencia em Clinica Medica com duracao minima de 2 anos A medicina tem muitas especializacoes possiveis algumas subespecializacoes e as denominadas areas de atuacao No Brasil elas sao regulamentadas em Resolucao expedida pelo Conselho Federal de Medicina CFM Veja a Anexo Lista de especialidades medicas Algumas disciplinas ministradas durante o curso de medicina Anatomia e o estudo da estrutura macroscopica fisica dos organismos Estuda as grandes estruturas o esqueleto a musculatura os vasos sanguineos arteriais e venosos bem como os vasos linfaticos e nervos orgaos e estruturas anexas Bioetica e o estudo do relacionamento entre biologia medicina e filosofia especialmente da disciplina etica e metafisica Cirurgia cardiovascular atua na cirurgia do coracao Citologia e estudo das celulas individuais e de suas estruturas internas Embriologia e o estudo do desenvolvimento dos organismos a partir da uniao dos gametas as celulas sexuais parentais que dao origem ao ovo ou zigoto que por sua vez se desenvolve no embriao Epidemiologia e o estudo quantitativo dos processos de doencas nas populacoes humanas Inclui o estudo das epidemias das endemias da bioestatistica dos fatores de risco relacionados as doencas entre outros topicos Farmacologia e o estudo das drogas desde sua obtencao ate suas acoes beneficas e prejudiciais ao organismo Fisiatria e a area da Medicina que estuda e trata das consequencias das doencas que geram a incapacidade fisica Fisiologia e o estudo do funcionamento normal do organismo Neurociencia e um termo que reune as disciplinas biologicas que estudam o sistema nervoso especialmente a anatomia e a fisiologia do cerebro humano Oftalmologia e o estudo das patologias oculares com sua aplicacao no diagnostico e tratamento clinico cirurgico Saude Publica e a aplicacao dos conhecimentos medicos processados pelos epidemiologos com o objetivo de impedir a incidencia de doenca nas populacoes Angiologia e a especialidade medica que se ocupa do tratamento clinico das doencas que acometem vasos sanguineos arterias e veias e vasos linfaticos Atua em conjunto com a cirurgia vascular que se ocupa do tratamento cirurgico das ditas doencas Especializacao Editar Pediatria e a especialidade medica dedicada a assistencia a crianca e ao adolescente nos seus diversos aspectos sejam eles preventivos ou curativos Urologia e uma especialidade cirurgica da medicina que trata do trato urinario de homens e mulheres e do sistema reprodutor dos homens Especialidades diagnosticas e de imagem Editar Anatomia Patologica E uma especialidade medica responsavel pela realizacao de diagnosticos de varias doencas inclusive do cancer por meio de estudo ao microscopio de amostras de celulas ou tecidos Os medicos patologistas sao os profissionais responsaveis pelos diagnosticos gerando laudos que orientam tratamentos estabelecem prognosticos garantem a qualidade do atendimento medico e sao indispensaveis as campanhas e acoes preventivas No Laboratorio de Patologia ou de Anatomia Patologica todos os procedimentos sao realizados por medicos patologistas e seus auxiliares Estes profissionais detem conhecimento altamente especializado para o diagnostico de doencas incluindo o cancer a partir de estudo de materiais obtidos por aspiracoes esfregacos biopsias e cirurgias Em cada exame o medico patologista seleciona de forma individual as amostras para estudo microscopico nao havendo a possibilidade de automatizacao por maquinas Exames anatomopatologicos biopsias pecas cirurgicas Exames imuno histoquimicos e Exames citopatologicos preventivos puncoes liquidos organicos sao procedimentos medicos e devem ser rigorosamente analisados por medicos patologistas ou por medicos citopatologistas para que sejam executados de forma confiavel Bioestatistica e a aplicacao de estatistica ao campo biologico e medico Ela e essencial ao planejamento avaliacao e interpretacao de todos os dados obtidos em pesquisa na area biologica e medica E fundamental a epidemiologia e a Medicina baseada em evidencias Bioquimica e o estudo das reacoes quimicas que acontecem dentro dos organismos vivos e levando em conta a estrutura e a funcao dos componentes celulares e da celula como um todo Fisica medica utiliza de conhecimentos da Fisica para chegar a diagnosticos bem como auxilia no desenvolvimento de novos equipamentos Histologia e estudo de como as celulas e o material intercelular se unem para formar os tecidos como o osseo o muscular o conjuntivo etc Imunologia e o estudo das celulas e moleculas que compoem o sistema imunitario e de seu funcionamento na defesa do organismo contra agentes infecciosos e celulas cancerigenas Informatica medica e o campo de estudo relacionado a vasta gama de recursos que podem ser aplicados na gestao e utilizacao da informacao biomedica incluindo a computacao medica e o proprio estudo da natureza da informacao medica Microbiologia e o estudo dos micro organismos protozoarios bacterias fungos e virus Toxicologia e o estudo dos efeitos das toxinas e venenos vegetais animais e minerais Ultrassonografia Estudo do corpo humano atraves do ultra som que forma sombras e ecos nas estruturas do corpo humano Ver tambem EditarEtica medica Ciencias da saude Saude militarReferencias Men Ageing And Health PDF Men Ageing And Health Achieving health across the life span Organizacao Mundial da Saude 2001 Consultado em 29 de junho de 2016 Sao Lucas padroeiro da medicina e da pintura em portugues Consultado em 8 de agosto de 2010 CS1 manut Lingua nao reconhecida link Traditional medicine World Health Organization Arquivado do original em 25 de janeiro de 2012 C Elgood A medical history of Persia S l Cambridge Univ Press 173 paginas Carlos Fiolhais junho de 2014 Sobre o inicio da cirurgia no mundo e em Portugal Revista Portuguesa de Cirurgia 1808 um pernambucano na Corte Consultado em 2 de abril de 2010 Arquivado do original em 9 de outubro de 2010 Faculdade de Medicina da Bahia Historico Universidade Federal da Bahia Faculdade de Medicina lanca marca simbolo e homenageia professores emeritos Universidade Federal do Rio Janeiro Historia Academicos presidentes Escolas Medicas do Brasil Todas as Escolas EscolasMedicas Consultado em 5 de julho de 2010 Arquivado do original em 14 de abril de 2010 Medicina Consultado em 19 de fevereiro de 2018 Concurso Especial para Acesso a Medicina por Licenciados Consultado em 19 de fevereiro de 2018 Mestrado Integrado em Medicina Consultado em 19 de fevereiro de 2018 Becoming a physician Consultado em 19 de fevereiro de 2018 Estatisticas www escolasmedicas com br Consultado em 13 de outubro de 2020 Escolas Medicas do Brasil outubro de 2020 Todas as Escolas Medicas Melhores Escolas Medicas maio de 2021 Valores de Mensalidades das Escolas Medicas Melhores Escolas Medicas Consultado em 2 de agosto de 2021 Distribuicao de medicos e desigual EscolasMedicas Faltam ou nao medicos em Portugal Visao Leiria e a capital de distrito do Pais com menos medicos por habitante Ligacoes externas EditarOutros projetos Wikimedia tambem contem material sobre este tema Definicoes no Wikcionario Citacoes no Wikiquote Categoria no Commons Categoria no Wikinoticias Cursos na WikiversidadeCommons Wikiquote Wikinoticias Wikcionario Wikiversidade PubMed Biblioteca de medicina e saude em ingles BVS Biblioteca Virtual de Saude Portal da medicina Portal da sociedadeObtida de https pt wikipedia org w index php title Medicina amp oldid 61760218,